Posts com Tag ‘medium’

 

From Wikipedia, the free encyclopedia

A tornado in central Oklahoma. Weather control researchers aspire to eliminate or control dangerous types of weather such as this.

Weather control is the act of manipulating or altering certain aspects of the environment to produce desirable changes in weather.

Contents

 

History of weather control

Witches concoct a brew to summon a hailstorm.

Some American Indians had rituals which they believed could induce rain. The Finnish people, on the other hand, were believed by others to be able to control weather. As a result, Vikings refused to take Finns on their oceangoing raids. Remnants of this superstition lasted into the twentieth century, with some ship crews being reluctant to accept Finnish sailors. The early modern era saw people observe that during battles the firing of cannons and other firearms often initiated precipitation. Magical and religiouspractices to control the weather are attested in a variety of cultures. In Greek mythologyIphigenia was sacrificed as a human sacrifice to appease the wrath of the goddessArtemis, who had caused the Achaean fleet to be becalmed at Aulis at the beginning of the Trojan War. In Homer‘s OdysseyAeolus, keeper of the winds, bestowedOdysseus and his crew with a gift of the four winds in a bag. However, the sailors open the bag while Odysseus slept, looking for booty, and as a result are blown off course by the resulting gale.[1] In ancient Rome, the lapis manalis was a sacred stone kept outside the walls of Rome in a temple of Mars. When Rome suffered from drought, the stone was dragged into the city.[2] The Berwick witches of Scotland were found guilty of using black magic to summon storms to murder King James VI of Scotland by seeking to sink the ship upon which he travelled.[3] Scandinavian witches allegedly claimed to sell the wind in bags or magically confined into wooden staves; they sold the bags to seamen who could release them when becalmed.[4] In various towns of Navarreprayers petitioned Saint Peter to grant rain in time of drought. If the rain was not forthcoming, the statue of St Peter was removed from the church and tossed into a river.[5] In the Middle AgesAbbas Ibn Firnas invented an artificial weather simulation room in which spectators saw and were astonished by starsclouds, artificial thunder, and lightning which were produced by mechanisms hidden in his basement laboratory.[6]

Perhaps the first example of practical weather control is the lightning rod. In the 1950s, computer scientist John von Neumann, an early theorizer on weather control, surmised that if Earth were to enter another Ice Age, a preventative solution would be to dump dirt (or spray soot from cropdusting planes) on the surface of the planet’s glaciers. He noted that this would significantly change their reflectivity (albedo), and thus increase the solar energy retained by the planet. Such a strategy would require repeated applications, as storms would cover some portion of the soot with new snow until their frequency and range abated. The theoretical efficacy of von Neumann’s proposal remains to be examined. Wilhelm Reichperformed cloudbusting experiments in the 1950s to 1960s, the results of which are controversial and not widely accepted by mainstream science. Dr Walter Russell wrote of weather control in Atomic Suicide 1956. Jack Toyer in the 1970s built a rainmaker on Palmers Island near Grafton using a solar mirror, electromagnetic static charge, and infra red frequencies of light to induce weather in regional areas within Australia. His work was continued by his successor, Peter Stevens.

Cloud seeding for rain

Cloud seeding is a common technique intended to trigger rain, but evidence on its effectiveness is mixed. The most daunting problem in the study of weather modification is the lack of scientific knowledge on the natural atmospheric processes. Because these natural processes are beyond man’s current comprehension, there is simply no controllable medium to conduct relative studies known as of yet. And because of the public’s ever growing need for more water, there has also been a rapid development of corporations that perform unregulated operational cloud seeding. Critics generally contend that claimed successes occur in conditions which were going to rain anyway. It is used in several different countries, including the United States, the People’s Republic of China, and Russia. In the People’s Republic of China there is a perceived dependency upon it in dry regions, which believe they are increasing annual rainfall by firing silver iodide rockets into the sky where rain is desired. In the United States, dry ice or silver iodide may be injected into a cloud by aircraft, or from the ground, in an attempt to increase rainfall; some companies are dedicated to this form of weather modification.

Storm prevention

Project Stormfury was an attempt to weaken tropical cyclones by flying aircraft into storms and seeding the eyewall with silver iodide. The project was run by the United States Government from 1962 to 1983. A similar project using soot was run in 1958, with inconclusive results.[7] Various methods have been proposed to reduce the harmful effects of hurricanes. Moshe Alamaro of the Massachusetts Institute of Technology[8] proposed using barges with upward-pointing jet engines to trigger smaller storms to disrupt the progress of an incoming hurricane; critics doubt the jets would be powerful enough to make any noticeable difference.[7]

Alexandre Chorin of the University of California at Berkeley proposed dropping large amounts of environmentally friendly oils on the sea surface to prevent droplet formation.[9] Experiments by Kerry Emanuel[10] of MIT in 2002 suggested that hurricane-force winds would disrupt the oil slick, making it ineffective.[11] Other scientists disputed the factual basis of the theoretical mechanism assumed by this approach.[12] The Florida company Dyn-O-Mat proposes the use of a product it has developed, called Dyn-O-Gel, to reduce the strength of hurricanes. The substance is a polymer in powder form which reportedly has the ability to absorb 1,500 times its own weight in water. The theory is that the polymer is dropped into clouds to remove their moisture and force the storm to use more energy to move the heavier water drops, thus helping to dissipate the storm. When the gel reaches the ocean surface, it is reportedly dissolved. The company has tested the substance on a thunderstorm, but there has not been any scientific consensus established as to its effectiveness.[13] Hail cannons are used by some farmers in an attempt to ward off hail, but there is no reliable scientific evidence to confirm or deny their effectiveness. Another new anti-hurricane technology [1] is a method for the reduction of tropical cyclones’ destructive force – pumping sea water into and diffusing it in the wind at the bottom of such tropical cyclone in its eyewall.

2008 Olympic games

In the largest rain dispersal operation on record in China, and the first time that such technology was used in conjunction with the Olympics, the Beijing Municipal Meteorological Bureau fired a total of 1,104rain dispersal rockets within an eight-hour period prior to and during the opening ceremonies of the Games of the XXIX Olympiad on August 8, 2008. The rockets were launched from twenty-one sites and may have prevented the ceremonies from receiving rainfall in the range of 25 to 100 millimeters of rain.

With a rainy weather forecast for the Olympic night, and 90% humidity, the attempt “successfully intercepted a stretch of rain belt from moving towards the stadium…” said Guo Hu, head of the Beijing Municipal Meteorological Bureau. “…”Under such a weather condition, a small bubble in the rain cloud would have triggered rainfall, let alone a lightning…” said Guo, according to Xinhua News’ 2008 Olympics website.In the subsequent days that followed torrential rain nearly washed the games out.

Ionospheric experiments

The High-frequency Active Auroral Research Program (HAARP) is a congressionally initiated program jointly managed by the U.S. Air Force and U.S. Navy. The HAARP complex is situated within a 23-acre lot in a relatively isolated region near the town of Gakona. When the final phase of the project is completed in 1997, the military will have erected 180 towers, 72 feet in height, forming a “high-power, high frequency phased array radio transmitter” capable of beaming in the 2.5-10 megahertz frequency range, at more than 3 gigawatts of power (3 billion watts). http://www.haarp.alaska.edu/haarp/prpeis.html

HIPAS has several diverse experimental facilities: a 1-megawatt rf transmitter to produce ELF/VLF (Extremely Low Frequency and Very Low Frequency) electromagnetic (EM) generation by the absorption ofradio frequency (rf) power in the arctic ionosphere including ion cyclotron excitation; a 100 kW rf plasma torch used in research on the destruction of hazardous waste; a 2.7 m liquid mirror telescope used with one of several lasers for ionospheric stimulation and measurement; an Incoherent Scatter Radar (a new project using 88 ft. diameter antenna at NOAA Gilmore Creek site 34 km SW of HIPAS as the receiving antenna with the transmitter at HIPAS). HIPAS is in the process of adding a very high power (terawatt) laser (recently obtained from LLNL) to perform laser breakdown experiments in the ionosphere. Two Diesel electric generators (1500 HP 4160 V, 3-phase, 1.2 MVA each) are used to power the experiments. There are a number of computers (PC’s ) on site, and a high-speed data line to UAF is available. While these experiments are useful in measuring the properties of the ionosphere, they produce insufficient amounts of energy to modify it in any significant way. however hotspots can be created within the ionospehere where this radiation is focused, temperatures can be elevated by up to 1600`k causing expansion of the ionosphere and subsequent changes in pressure and temperature, which in turn lead to changes in the global meteorology.

Weather control and law

1977 Environmental Modification Convention

Weather control, as well as “weather tampering”, for hostile or military purposes is expressly forbidden dating from at least December 10, 1976, when the “United Nations General Assembly Resolution 31/72, TIAS 9614 Convention[14] on the Prohibition of Military or Any Other Hostile Use of Environmental Modification Techniques” was adopted. The Convention was: Signed in Geneva May 18, 1977; Entered into force October 5, 1978; Ratification by U.S. President December 13, 1979; U.S. ratification deposited at New York January 17, 1980.[15]

Space Preservation Act Title: To preserve the cooperative, peaceful uses of space for the benefit of all humankind by permanently prohibiting the basing of weapons in space by the United States, and to require the President to take action to adopt and implement a world treaty banning space-based weapons. Sponsor: Rep Kucinich, Dennis J. http://thomas.loc.gov/cgi-bin/query/z?c107:H.R.2977.IH: The bill originally mentioned chemtrails and H.A.A.R.P.,but was modified and resubmitted as H.R.3616 and H.R.2440. H.R. 2977 Space Preservation Act of 2001 introduced October 2, 2001, 107th Congress, 1st Session. The bill was referred to committee and no further action ensued. H.R. 3616 Space Preservation Act of 2002 introduced January 23, 2002, 107th Congress, 2d Session. The bill was referred to committee and no further action ensued. H.R. 2420 Space Preservation Act of 2005 introduced May 18, 2005, 109th Congress, 1st Session, with 34 co-sponsors (see accompanying list). The bill was referred to committee and no further action ensued. http://www.sourcewatch.org/index.php?title=Space_Preservation_Act

2005 U.S. Senate Bill 517 and U.S. House Bill 2995

U.S. Senate Bill 517[16] and U.S. House Bill 2995[17] were two laws proposed in 2005 that would have allowed experimental weather modification by artificial methods, attempted to establish a Weather Modification Operations and Research Board, and implemented a national weather modification policy. Neither ever became law.

U.S. Senate Bill 1807 & U.S. House Bill 3445 Senate Bill 1807 and House Bill 3445, identical bills introduced July 17, 2007, propose to establish a Weather Mitigation Advisory and Research Board to federally fund weather modification research http://tlp.law.pitt.edu/SP_DiLorenzo_Weather%20Modification.htm sponsored by Kay Bailey Hutcheson and Mark Udall. http://www.govtrack.us/congress/bill.xpd?bill=s110-1807

Future aspirations

Climatologist Ross Hoffman has simulated hurricane control based on selective heating and cooling (or prevention of evaporation).[18] Futurist John Smart has discussed the potential for weather control via space-based solar power networks. One proposal involves the gentle heating via microwave of portions of large hurricanes. Such chaotic systems may be susceptible to “side steering” with a few degrees of increased temperature/pressure at critical points. A sufficient network might keep the largest and most potentially damaging hurricanes from landfall, at the request of host nations. Blizzards, monsoons, and other extreme weather are also potential candidates for space-based amelioration.[citations needed] If large-scale weather control were to become feasible, potential implications may include:

  • Unintended side effects, especially given the chaotic nature of weather development
  • Damage to existing ecosystems
  • Health risks to humans
  • Equipment malfunction or accidents
  • Non-democratic control or use as a weapon

For the 2008 Olympics, China had 30 airplanes, 4,000 rocket launchers, and 7,000 anti-aircraft guns to stop rain. Each system would shoot various chemicals into any threatening clouds to shrink rain drops before they reach the stadium.[19]

Weather control in popular culture

In popular culture, weather control technology can be encountered in the realms of public speculation, science fiction, and fantasy. The concept of weather control is often portrayed as a part of terraforming.

Film and television

Star Trek

  • In the Star Trek universe, most advanced planets and colonies utilize weather control, often referred to as weather modification grids or weather modification nets. A small, but long-established TNG-era (ca2369) colony was a weather control facility for approximately a hundred years. Most advanced civilizations apparently employ weather control standard equipment.
  • Weather control technology in 2270s required special facilities, modern TNG– and DS9-era technology consists of multiple mid-size devices positioned strategically, networked and controlled from more-or-less arbitrary places.
  • For example, the planet Risa has its climate controlled to be a tropical paradise. Perhaps one of the few modern exceptions of planets apparently without weather control technology is Ferenginar with continuous rain.

Other films or shows

  • In the Sci Fi Channel original series, Stargate SG1, Episode 214, “Touchstone“, aired on October 30, 1998, the Stargate SG1 team discovers a weather control device on an alien planet, which is subsequently stolen and brought to earth, where experimenting with it wreaked havoc with the local weather. The device was later recaptured and returned to its original planet which had suffered phenomenal storms since it had been stolen.
  • In the Disney Channel Original MovieThe Ultimate Christmas Present, two girls find a weather machine and make it snow in Los Angeles.
  • In the live action Justice League of America film, the villain is a terrorist who has a weather control device.
  • In Aliens, a colony sent to LV-426 by the Company utilized a fusion-powered terraforming atmosphere processor. In the first film, the planet’s climate was not yet suitable for human life.
  • In The Arrival, a race of aliens is found to be terraforming the Earth using hidden factories producing huge volumes of highly potent, engineered “super-greenhouse gases”.
  • In the 1987 Teenage Mutant Ninja Turtles cartoon series, the episode “Hot Rodding Teenagers from Dimension X” includes Stone Warriors using a “weather satellite“, with one difference: while other weather satellite gives weather prognosis, this one “makes weather”. The “weather satellite” creates a storm to level New York City, but the Teenage Mutant Ninja Turtles destroy it. The episode “Take Me to Your Leader” of the same series include Krang and the Shredder using a machine to reduce the Sun, creating cold weather on the Earth.
  • Storm (played by Halle Berry in the 2000 film and subsequent sequels), a member of the X-Men, can control the weather with her mind.
  • In Superman IIIGus Gorman (Richard Pryor) changes the weather by hacking into a weather satellite.
  • In a Family Guy episode, Stewie builds a machine that can control the weather using only a satellite dish and a See ‘n Say.
  • In the film The Avengers Sir August de Wynter (Sean Connery) creates a satellite capable of controlling the weather.
  • Our Man Flint is a 1966 sci-fi action film which stars James Coburn as Derek Flint where a trio of mad scientists attempt to blackmail the world with a weather-control machine.
  • Kaijûtô no kessen: Gojira no musuko is a 1967 film from Japan. Scientists, on a tropical island, conduct weather control experiments then encounter gigantic praying mantises and a giant spider that attack the son of Godzilla. Godzilla arrives and saves his offspring.
  • The cartoon miniseries G.I. Joe: The Revenge of Cobra, showed the terrorist group Cobra in possession of a device called the Weather Dominator.
  • American Daytime soap opera General Hospital featured a storyline where mad genius Mikkos Cassadine used a substance called Carbonic Snow to create a blizzard in the show’s locale Port Charles in the middle of what had been a long hot summer in order to blackmail world leaders into accepting his new world order. Luke Spencer managed to thwart the plan.
  • In WALL-E, the Megacorporation known as Buy N Large, had established a Global Weather Control System, the system was made of satellites that would change and control the weather in the areas that they were in. The system worked so well that soon Buy N Large even launched a program in which citizens can book certain weather in the areas where they live. Such as, scheduling a Thunderstorm during a parade so that it will literally “rain on their parade.”
  • In the sci-fi drama series Heroes, Angela Petrelli’s long-lost sister, Alice Shaw, was revealed to be able to control weather.

Computer games

  • In Master Of Orion, it is possible to build a weather control building to change the planet’s environment.
  • In Command & Conquer: Red Alert 2 and Command & Conquer: Yuri’s Revenge Expansion Pack, the Allies can build the weather control device superweapon, and direct thunderstorms to strike a selected location of the map every 10 minutes.
  • In Tribunal, an expansion pack to The Elder Scrolls III: Morrowind, the player finds a machine under the city of Almalexia that can change the weather of the city at the will of its user.
  • In Phantasy Star II, a weather, irrigation and dam control system known as Climatrol has been constructed by Mother Brain to make the barren planet Motavia habitable for Palman occupation.
  • In the game Spore by Will Wright, players are able to use a spacecraft to modify planetary atmospheres – creating volcanoes to generate carbon dioxide, seeding plant life to create breathable air, or even using a “Genesis device” to make a planet habitable in one go. There is no actual controlling of weather, however.[20]
  • In “Earth 2150“, the Lunar Corporation are capable of building a weather control station for tactical weather control. The structure can be charged to cause storms, fog, and/or wind at targeted areas on the map.
  • In Fable 2 Knothole island Expansion, the player can control weather by obtaining weather crystals and using them in a weather chamber, 3 crystals represent sun,rain and snow.
  • in The Sims 2 seasons Expansion, players can use a season changing device to make a certain season permanent or prolong a desired season for a number of in-game days.

Prose

  • Ben Bova‘s The Weathermakers is the story of a government agency that controls the weather.
  • Sidney Sheldon‘s Are You Afraid of the Dark is the story of a think tank that builds technology powerful enough to create hurricanes, tornadoes, and tsunamis.
  • In Michael Crichton‘s State of Fear, ecoterrorists plan to create a tsunami, calve an iceberg, and induce flash flooding and hurricanes.
  • In Normand Lester’s science thriller Verglas, the 1998 icestorm that struck the Montréal area is an experiment by the Pentagon in the development of a climatic weapon that went wrong. The book speculate that ULF waves generated by a transmitter at Siple Station, a US base in Antarctica, caused the icestorm by affecting the ionosphere over Québec.
  • In Lois Lowry‘s The Giver, the government controls the weather and keeps it from snowing, and confine rain to the farmland.
  • In the book series Weather Warden by Rachel Caine, the Wardens are an association of people who have the ability to control the elements – earth, fire and weather. They manipulate these elements to stop natural disasters from devastating mankind. The main character herself is a Weather Warden, so weather manipulation plays a large role throughout the series.
  • In Roger Zelazny‘s The Chronicles of Amber an openly known quality of the Jewel of Judgment is the ability to control the local weather.
  • In Frank Herbert‘s Dune series, weather control is widespread, and is achieved with specialized satellites in orbit around a planet.

Music

Other fictional weather controllers

  • DC Comics villain Weather Wizard could control the weather with a special kind of technology in the shape of a wand.
  • Marvel Comics heroes Thor and Storm could control weather; the former because he is the Norse god of thunder, the latter because she is a mutant whose powers specifically center around weather control.
  • Digimon character Wizardmon could manipulate thunderstorms.
  • When the Muppet Count von Count of Sesame Street laughs, it often invokes thunder.
  • In some of the Asterix comics, when the village bard Cacofonix sings, it starts to rain.
  • In the 2000 AD world of Judge Dredd the weather in Mega City One is controlled by a weather control station positioned above the populous and is used to spread a chemical which causes Block War by the city of East Meg One
  • In the Nintendo Gameboy Advance Video Game Pokemon Sapphire, The Pokemon “Kyogre” controlled the rain and the tides in Hoenn.
  • In the BIONICLE Saga, weather control is one of the many powers the Makuta species have.

Conspiracy theories

Conspiracy theorists have suggested that certain governments use or seek to use weather control as a weapon (eg via HAARP and/or chemtrails), but such allegations have not been proven. At a counterterrorism conference in 1997, United States Secretary of Defense William Cohen referred to the writings of futurist Alvin Toffler, specifically regarding concerns about “eco-terrorism” and intentionally caused natural disasters.[21]

See also

Paul O’nneal ex-secretário do Tesouro americano abre o jogo sobre a estratégia dos falcões para monopolizar as reservas de petróleo do Iraque.
Haja m… no ventilador.
Segura essa!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

O Brasil e a Rússia devem ser os únicos grandes países do mundo a atingir 2050 com um balanço positivo entre crescimento da economia e conservação dos recursos naturais. No caso brasileiro, a matriz energética mais limpa e as florestas dão ao País mais preparo para enfrentar as mudanças climáticas e mais oportunidades de negócios nesse campo. É o que mostra estudo da Universidade de São Paulo (USP), que calculou o balanço dos países em relação às mudanças climáticas. Por Andrea Vialli, do O Estado de S.Paulo, 24/09/2008.

Com base na metodologia contábil empresarial, a pesquisa avaliou o estoque de recursos naturais e o saldo entre as emissões e capturas de gases causadores de efeito estufa em sete países – Brasil, Rússia, Índia, China, Estados Unidos, Alemanha e Japão – até 2050.

“No cenário previsto para 2050, o Brasil terá um superávit de US$ 544 bilhões, patrimônio suficiente para continuar crescendo e ainda contribuir positivamente para a Terra com cotas excedentes de carbono, provenientes de energia limpa e recursos florestais” diz José Roberto Kassai, professor de contabilidade da faculdade de Economia e Administração (FEA/USP) e um dos responsáveis pelo estudo, que envolveu seis pesquisadores da USP.

O mundo, segundo o estudo, terá um déficit econômico-ambiental estimado em US$ 15,3 trilhões, ou 23,7% do PIB mundial. “Só Brasil e Rússia terão condições de continuar crescendo sem maiores pressões sobre o meio ambiente”, avalia. O estudo completo será divulgado em outubro, na Câmara Americana do Comércio (Amcham).

Para Kassai, o balanço positivo para o País pode se traduzir em oportunidades de negócios. “Se o Brasil souber aproveitar esse trunfo, poderá receber volumosos investimentos estrangeiros, tanto para projetos de geração de créditos de carbono quanto em compensações financeiras para manter as florestas intactas.”

LUCROS

Muitas empresas já estão lucrando no mercado de créditos de carbono, que vem ganhando impulso desde 2005. A fabricante de papel Klabin concluiu, em abril, a venda do seu segundo lote de créditos de carbono. A empresa substitui o óleo combustível por gás natural nas caldeiras da fábrica em Piracicaba (SP). A venda dos créditos trouxe receita adicional de 1,5 milhão.

“O gás natural é 26% menos poluente que o óleo” , diz Júlio Nogueira, gerente-corporativo de meio ambiente da Klabin. Segundo ele, novos projetos estão em curso. Na nova fábrica de papel da empresa, inaugurada na semana passada, no Paraná, uma das caldeiras será alimentada só com restos de madeira da própria fábrica e do pólo madeireiro da região. “Esse projeto tem um potencial de gerar créditos equivalentes a até 100 mil toneladas de CO2 por ano.”

A petroquímica Solvay Indupa, em Santo André, faturou US$ 1,4 milhão com uma venda de créditos na semana passada, também proveniente da troca de óleo combustível por gás natural. “Geramos receita extra com uma vantagem ambiental enorme, já que o gás não emite gases de enxofre”, diz Carlos Nardocci, assessor da direção industrial.

O ESTUDO DA USP

Amostra: Sete países que representam 68% do PIB e 50% da população do mundo

Metodologia: Usando a equação básica da contabilidade empresarial (ativo – passivo = patrimônio líquido), os pesquisadores calcularam o patrimônio líquido ambiental de cada país. Ou seja, qual o custo do crescimento econômico em relação à preservação e manutenção dos recursos naturais

Resultados: Somente Brasil e Rússia terão patrimônio líquido ambiental com superávit em 2050. O Brasil terá um superávit de US$ 544 bilhões e a Rússia, de US$ 156 bilhões. Países como os EUA e China serão os maiores deficitários ambientais, com US$ 2,72 trilhões e US$ 3,26 trilhões, respectivamente. O mundo como um todo terá um ‘déficit’ ambiental de US$ 15,3 trilhões

[EcoDebate, 25/09/2008]

Tao 道(pronuncia-se tao, mas na grafia chinesa Pinyin escreve-se Dao) significa, traduzindo literalmente, o Caminho, mas é um conceito que só pode ser apreendido por intuição. O Tao não é só um caminho físico e espiritual; é identificado com o Absoluto que, por divisão, gerou os opostos/complementares Yin e Yang, a partir dos quais todas as «dez mil coisas» que existem no Universo foram criadas.

É um conceito muito antigo, adotado como princípio fundamental do taoísmo, doutrina fundada por Lao Zi.

Índice

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O Tao é a espontaneidade natural

O conceito de Tao é algo que só pode ser apreendido por intuição. É algo muito simples, mas não pode ser explicado. É o que existe e o que inexiste. Só que nós temos demasiados conceitos dentro da cabeça para o entender como um todo uno.

O Tao é o Caminho da espontaneidade natural. É o que produz todas as coisas que existem. O Te 德 (a Virtude) é o modo de caminhar espontâneo que dá às coisas a sua perfeição.

O Tao não transcende o mundo; o Tao é a totalidade da espontaneidade ou «naturalidade» de todas as coisas. Cada coisa é simplesmente o que é e faz. Por isso, o Tao não faz nada; não precisa de o fazer para que tudo o que deve ser feito seja feito. Mas, ao mesmo tempo, tudo que cada coisa é e faz espontaneamente é o Tao. Por isso, o Tao «faz tudo ao fazer nada».

O Tao produz as coisas e é o Te que as sustenta. As coisas surgem espontaneamente e agem espontaneamente. Cada coisa tem o seu modo espontâneo e natural de ser. E todas as coisas são felizes desde que evoluam de acordo com a sua natureza. São as modificações nas suas naturezas que causam a dor e o sofrimento.

O modo de caminhar taoista

Se entendermos bem a natureza das coisas e conseguirmos esquecer tudo o que aprendemos que tenta ir contra ela, conseguimos fazer tudo o que é possível, com o mínimo esforço. Porque acabamos por deixar as coisas seguirem o seu curso natural. Não fazemos nada (claramente por nossa vontade própria) mas nada fica por fazer.

Na busca do conhecimento, todos os dias algo é adquirido,
Na busca do Tao, todos os dias algo é deixado para trás.

E cada vez menos é feito
até se atingir a perfeita não-ação.
Quando nada é feito, nada fica por fazer.

Domina-se o mundo deixando as coisas seguirem o seu curso.
E não interferindo.

Tao Te Ching 道德經 (Cap.48) – O Livro do Caminho e da sua Virtude

Devemos agir de acordo com a nossa vontade apenas dentro dos limites da nossa natureza e sem tentar fazer o que vai para além dela. Devemos usar o que é naturalmente útil e fazer o que espontaneamente podemos fazer sem interferir na nossa natureza. E não tentar fazer aquilo que não podemos fazer ou tentar saber aquilo que não podemos saber. A felicidade é essa “não-ação” perfeita (wu wei 無為 ).

Para conseguirmos entender o curso natural das coisas e seguirmos o Caminho temos que conseguir desaprender muitos conceitos. Para os podermos desaprender é preciso que antes os tenhamos aprendido. Mas temos que passar a um estado muito parecido com o estado inicial em que estavamos antes de o termos aprendido.

Se abrirmos os olhos de repente, há um brevíssimo momento durante o qual o nosso cérebro ainda não analisou o que está a ver. Ainda não distinguiu as cores e as formas nem descodificou o que se está a passar à nossa frente. Os taoistas procuram viver o mais perto possível desse estado. É uma renúncia à análise, sempre imperfeita, da realidade.

Trinta raios convergem para o meio de uma roda
Mas é o buraco em que vai entrar o eixo que a torna útil.

Molda-se o barro para fazer um vaso;
É o espaço dentro dele que o torna útil.

Fazem-se portas e janelas para um quarto;
São os buracos que o tornam útil.

Por isso, a vantagem do que está lá
Assenta exclusivamente
na utilidade do que lá não está.

Tao Te Ching 道德經 (Cap.11)

Ver também

 

Leia o Tao Te Ching em português, traduzido pelo time da wikisource

Leia o Tao Teh King em inglês, traduzido por Aleister Crowley

    Space/Time Foam

    more about ““, posted with vodpod

    Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

    Supersimetric and Unified Field Theory

    Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

    more about ““, posted with vodpod

     

     

    SÁBADO, 20 DE DEZEMBRO DE 2008

    Uma entrevista com John Hagelin

    Por Dennis Hughes, Share Guide Publisher   

    John Hagelin, Ph.D. é uma autoridade mundial sobre os fundamentos da consciência humana. Sob a orientação de Maharishi Mahesh Yogi, ele tem dado grandes contribuições na reformulação sistemática da antiga ciência Vêdica da consciência. Perito na teoria do Campo Quântico Unificado, a contribuição científica do Dr. Hagelin no campo das partículas físicas e cosmologia inclui alguns dos mais citados trabalhos em Física.

    Ele é o co-desenvolvedor daquilo que é agora considerado a principal candidata a Teoria do Campo Unificado, e dedica-se a aplicar as últimas descobertas científicas acerca da compreensão das leis naturais para o benefício individual e da sociedade. Em 1992, Dr. Hagelin aceitou ser presidente do recentemente formado Partido da Lei Natural (Natural Law Party). Sob a sua liderança, o partido se tornou o primeiro “partido alternativo” a alcançar “status” de partido nacional na Comissão Eleitoral Federal e ter seu candidato presidencial qualificado igualmente aos fundos federais

    The Share Guide: Nós todos sabemos que o mundo está num estado frágil hoje, em muitos níveis. Que passos nós podemos dar como indivíduos para promover a saúde de nosso planeta?

    Dr. John Hagelin: O impacto de nossas ações, individualmente e coletivamente, é inconcebivelmente vasto. Nós todos podemos apreciar, em alguma extensão, o impacto ambiental do comportamento poluidor. Mas, baseado naquilo que sabemos sobre o universe, o verdadeiro impacto de nossas ações é amplo demais. Por exemplo, a teoria do caos estabelece que nossos muitos minutes de ação podem ter incalculavelmente largos efeitos. Isso coloca uma grande carga de responsabilidade em todos. Exercitar a consideração do senso comum e tomar cuidados com nosso ambiente é um bom começo. Mas se nós realmente queremos proteger nosso planeta contra os efeitos negatives do comportamento humano, devemos fazer nosso pensamento e ação, espontaneamente, ficar de acordo com a Lei Natural. Devemos alinhar nosso comportamento com a Inteligência Universal que governa o universo e sustenta milhões de espécies na Terra. Felizmente, é natural um comportamento espontâneo alimentador da vida, a fisiologia do cérebro humano dificilmente etá conectada à experiência da Iluminação (os os mais elevados estados da consciência em que nós diretamente experimentamos e nos tornamos conectados com a Inteligência Cósmica, ou Campo Unificado na terminologia da física moderna. O desenvolvimento de nosso potencial cerebral total e a resultante expansão da compreensão humana como Ser Universal, devem ser o alvo da Educação hoje.

    The Share Guide: Campo Unificado é outro termo para a Consciência Cósmica?

    Dr. John Hagelin: O Campo Unificado é o mais profundo nível da realidade física descoberto pela Ciência. É um campo universal de inteligência da Natureza que governa o vasto universo em perfeita ordem. Consciência Cósmica é o estado de Iluminação, um estado de consciência humana em que a mente individual experimenta (e se identifica com) a inteligência universal. Nesse estado, o ego individual expande-se para se tornar o Cosmos. Todos os indivíduos são indivíduos Cósmicos e suas ações são suportadas espontaneamente por toda a vida.

    The Share Guide: Estou interessado na conexão entre a meditação individual e o Campo Unificado. Como isso se dá, em relação com a prática de meditação diária? E como isso se transforma em criação de paz no mundo?

    Dr. John Hagelin: A conexão é simples. Durante a meditação, a consciência rapidamente se expande para uma experiência de consciência universal (o Campo Unificado). A consciência individual se identifica temporariamente com a consciência universal no mais simples estado de consciência, o estado que os fisiologistas chamam “pura consciência”. Entretanto, nem todas as técnicas de meditação atingem essa experiência de pura consciência. Minhas observações foram com práticas de meditação que facilitam esta experiência fundamental de uma maneira eficaz e eficiente. Entre essas práticas está a Meditação Transcendental (MT) desenvolvida por Maharishi Mahesh Yogi, extensivamente procurada e amplamente praticada. Ela é segura, altamente eficaz e universal; funciona para pessoas de todas as convicções religiosas e culturais.

    The Share Guide: Na palestra que você deu ano passado em São Francisco, você disse que “grupos de meditação agora são uma tecnologia comprovada para a paz, ao mesmo tempo em que nossa tecnologia de armamento pode assegurar a destruição”. Por favor explique!

    Dr. Hagelin:

    Mais de 50 estudos, publicados nos mais apreciados jornais científicos, têm demonstrado repetidamente que grupos de meditação podem vencer a violência e a guerra, em áreas de conflito. Neutraliza as tensões religiosas, étnicas e políticas em seu início, que são o combustível social do conflito. Já é demonstrado que previne o terrorismo global e reduz o crime, a violência doméstica e todas as negatividades nascidas do estresse social agudo.

    The Share Guide: Muitos de nós entendemos que a meditação desenvolve nossa invencibilidade natural às idas e vindas de nossa vida diária. Mas desse estado de calma, como funciona o “princípio da proporcionalidade” do grupo de meditação?

    Dr. Hagelin:

    Quando dois alto-falantes próximos emitem o mesmo som, estas ondas sonoras se somam construtivamente. Eles produzem um volume equivalente a quatro alto-falantes (o quadrado do número de alto-falantes que são dois). Este é um princípio universal de comportamento de onda. Quando uma ondulação no Campo Unificado é gerada por indivíduos em proximidade física íntima, o poder das ondas combinadas deles/delas cresce como o quadrado do número de indivíduos. Isto é o que a pesquisa confirma. Por causa disto, grupos relativamente pequenos podem ter um impacto social enorme. Realmente, 8,000 indivíduos meditando juntos por períodos extensos podem transformar eventos mundiais. Isto tem sido rigorosamente demonstrado.

    The Share Guide: Eu sei que você está trabalhando em um plano para colocar isto em ação. Por favor discuta o programa em que milhares de pandits vão meditar durante o ano todo na Índia!

    Dr. Hagelin: 8.000 especialistas em meditação, em dedicação exclusiva, podem mudar o destino de civilização. Isto tem sido amplamente demonstrado. Estamos aumentando o número para 40.000 apenas por um fator de segurança.Um pandit védico é um meditador que, além de sua prática de Meditação Transcendental pratica o Vôo Iogue, práticas avançadas de promoção da paz que são tecnologias avançadas da antiga sabedoria Vêdica conhecidas como Yagyas. Estes Yagyas reforçam o impacto da paz mundial obtida pela meditação. Tenho levantado fundos para estabelecer esse grupo permanente de 8.000 a 40.000 de meditadores profissionais, em dedicação exclusiva, na Índia, onde é muito rentável. Obtivemos cerca de US$ 90 milhões, que é suficiente para sustentar quase 8.000 pessoas. Uma vez conseguindo reunir e treinar esse grupo, prevejo que vislumbraremos um mundo totalmente novo. Espero consegui-lo até Primavera de 2003. Rezo para que América e o mundo possam evitar qualquer confronto desastroso até lá.

    The Share Guide: O que é o Vôo Iogue?

    Dr. Hagelin: É uma técnica avançada de Meditação Transcendental derivado do Yoga Sutra de Patañjali. Durante a prática, o corpo, involuntariamente, começa a saltar, a partir da posição de lótus, num esforço espontâneo para voar. Historicamente, essa prática tem sustentação na habilidade corporal de flutuar e voar. É praticada hoje porque pesquisas demonstram que essa é a mais poderosa técnica de redução do estresse e conflito social. É uma tecnologia para a paz mundial.

    The Share Guide: O que você quer dizer quando diz que a meditação é um quarto estado da consciência, distinto dos três estados conhecidos: vigília, sonho e sono? E, por favor, fale sobre o quinto estado, consciência transcendental ou iluminação!

    Dr. Hagelin: Pura Consciência, a experiência direta do Campo Unificado, é um quarto estado de consciência, fisiologicamente e subjetivamente diferente da vigília, sonho e sono. Essa descoberto e publicado pela primeira vez em 1970, por Robert Keith Wallace e colaboradores. Mas, em primeiro lugar, essa experiência é um estado temporário. Com a prática regular de meditação, a experiência de consciência universal se torna permanentemente estabelecida, de forma que a percebemos durante a vigília, o sonho e o sono. Isso, então, constitui um quinto estado da consciência humana, tradicionalmente conhecido como Iluminação. Neste estado de 24 horas de felicidade, todas as ações estão em plena sintonia com a Lei Natural, que espontaneamente dá suporte à vida.

    The Share Guide: Muitas pessoas são céticas quanto ao conceito de que grupos de meditação têm um efeito na paz mundial, e podem não aceitar os estudos citados em sua lista de pesquisas. Como você responde a esse ceticismo?

    Dr. Hagelin: Não se trata de mera opinião. O método científico possui métodos incontestáveis de estabelecer fatos científicos, através de rigorosa experimentação. A eficácia de grupos de meditação em reduzir o crime e a guerra tem sido extensivamente estudado e rigorosamente estabelecido, mais do que qualquer fenômeno na história da ciência social. É um fato científico; não existe nenhum espaço para argumentação!

    The Share Guide: Como nós percebemos, quando meditando, que não estamos conectados com nosso Self e sim com a Consciência Cósmica?

    Dr. Hagelin: A experiência de Pura Consciência é auto-evidente e óbvia. Tal como acontece quando você desperta e sabe que está acordado. Se você não está absolutamente certo que você está acordado, existem chances de você estar sonhando. Da mesma forma, se você não tiver certeza de que está experimentando a Pura e Ilimitada Consciência, você provavelmente não a estará. Pode ser o momento de tentar um sistema mais eficaz de meditação.

    The Share Guide: Você recomenda o conceito de “por entre parênteses” na sua atividade diária períodos de meditação de manhã e à noite. Isso lhe permite relaxar na sua natureza eterna por meio da meditação e desempenhar ações em todo o mundo deste ponto vantajoso.

    Dr. Hagelin: Sim, é uma rotina maravilhosa. A experiência regular da Pura Consciência é necessária para estabilizá-la, através disso, alcançar a Iluminação.

    The Share Guide: Você tem sido candidato presidencial. No livro ‘Uma Razão para Votar’, você é totalmente otimista quando declara que o maior épico da historia Americana será ‘a história de um povo que exigiu de seu governo, e de seu país, a partir de um ponto bem estabelecido, uma auto-serviência da oligarquia político industrial e de seus patrocinadores corporativos que, acima de tudo, procuram preservar seus status quo. Você também declara que essa é a ‘história de um povo que retorna a seu país pelos princípios da Lei Natural sobre a qual foi fundado’. Mas muitos de nós, onde quer que olhemos, vemos que nossos líderes agem fora da Lei Natural. Como nós, como indivíduos, podemos mudar a maré dos atuais acontecimentos que conduzem à degradação social e ambiental?

    Dr. Hagelin: Infelizmente, como nação, tendemos a ter o governo que merecemos. É justamente o karma, especialmente numa democracia, onde nós é que elegemos o governo. Por isso, não podemos esperar um governo melhor a menos e até que despertemos as massas. É nisso que eu estou pessoalmente focalizado hoje, sobre o aumento da consciência coletiva da nação e do mundo. Isto pode soar como uma tarefa impossível, mas é mais fácil do que parece. Não é realmente necessário esclarecer a todos, ou mesmo alcançar a todos. Podemos alçar nosso poder, por intermédio daqueles que estejam acordados, podendo exercer uma influência desproporcional sobre a sociedade. Este é o poder da meditação coletiva. Grupos com experiência no Campo Unificado, de nossa realidade cósmica comum, potentemente estimulam este campo universal e têm um profundo efeito sobre o despertar de todos. Ele criam indomáveis ondas de positividade e paz. Cada grupo de meditação, repetidamente, demostrou reprimir a violência social e até mesmo a guerra aberta em áreas de conflito, como o Oriente Médio. Para mais informação sobre isto, vocês podem ler o excelente livro ‘Paz Permanente’ (Permanent Peace) de Robert M. Oates ou visitar o seu site http://www.createpermanentpeace.com.

    The Share Guide: Você disse, em sua palestra de São Francisco, que nós devemos exercitar nossa Criatividade Cultural em nossa influência política. Para isso teremos que, na esfera política, aderir a um partido alternativo como o Partido Verde ou o Partido da Lei Natural, em vez de tentar reconstruir o Partido Democrático. O livro ‘Destruindo o Partido’, de Ralph Nader, mostra o quanto as probabilidades estão amontoadas contra esses partidos, mas eu tenho ouvido você dizer repetidamente que ‘os partidos alternativos empurram a nação para novas direções’. Você poderia cuidadosamente elaborar isso?

    Dr. Hagelin: Noventa por cento de todas as idéias que nós gostamos em nossa democracia, originalmente, vieram de partidos alternativos. Esses partidos têm um poder que é desproporcional ao seus tamanhos. O Partido Democrático, durante décadas de liderança na Casa branca e no Senado, tem demonstrado a sua fidelidade a interesses particulares. Hoje, é demonstrado sua impotência em face a um Partido Republicano que intimida pela guerra. Mas a militância política sem uma profunda transformação em nossa consciência nacional, é também insuficiente para efetuar mudanças substanciais. Nós necessitamos mirar para a causa base da inércia e corrupção na política. Temos que elevar a consciência coletiva da nação.

    The Share Guide: Existem outros partidos alternatives sérios além do Partido Verde e do Partido da Lei Natural? E o Partido Libertário e o Partido Reformista?

    Dr. Hagelin: Esses partidos têm idéias que merecem ser ouvidas. De todos esses partidos, entretanto, o Partido da Lei Natural tem a mais completa e abrangente plataforma de estudos e soluções sustentáveis em harmonia com a Lei Natural,acrescido de um elenco de ativistas dedicados verdadeiramente maravilhoso. (Para mais informações visite http://www.naturallaw.org)

    The Share Guide: Quais são suas sugestões de referência (livros e websites) e como nós podemos ficar informados do atual trabalho de meditação em grupo?

    Dr. Hagelin: Meu livro, Manual for a Perfect Government, é conciso e ainda suficientemente compreensível. Recomendo um exame minucioso do Projeto para a Perpétua Paz Mundial, no website http://www.maharishi.invincibledefence.org. E, como mencionado antes, recomendo o livro Permanent Peace em http://www.createpermanentpeace.com.

    Veja também dois vídeos selecionados de John Hagelin.