Arquivo de janeiro 27, 2009

São Paulo – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita hoje a sinagoga Beit Yaacov para participar da solenidade do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Lula relembra anualmente a data em São Paulo, mas, de acordo com membros da comunidade judaica, a visita presidencial deste ano tem um valor simbólico muito grande, sobretudo em razão dos conflitos na Faixa de Gaza. Depois de uma trégua de nove dias, o cessar-fogo foi quebrado hoje, quando uma bomba palestina matou um soldado israelense e feriu outros três. Em resposta, Israel reagiu com um ataque aéreo. 

Na avaliação do presidente da Confederação Israelita do Brasil (Conib), Cláudio Lottenberg, a presença de Lula tem “um valor simbólico muito grande”. “O Brasil sempre primou pelo bom relacionamento com a comunidade judaica”, disse, e emendou: “O fato de o presidente estar presente pessoalmente reforça esse compromisso do País.” Lottenberg elogiou a postura de “estadista” de Lula por comparecer à solenidade, principalmente em um “momento delicado” como o atual, em vista dos conflitos na Faixa de Gaza.

A visita de Lula à sinagoga também ocorre pouco depois da polêmica dentro do PT sobre a posição do partido em relação ao confronto em Gaza. Em nota assinada pelo presidente nacional do PT, deputado federal Ricardo Berzoini (SP), o partido condenou, no início do mês, os ataques de Israel contra a Faixa de Gaza e comparou a ofensiva às práticas nazistas. “Feitos sob pretexto de ‘combater o terrorismo’, os ataques de Israel terão como resultado alimentar o ódio popular e as fileiras de todas as organizações que lutam contra os EUA e seus aliados no Oriente Médio, aumentando a tensão mundial”, afirmou Berzoini no documento.

A nota oficial do PT foi rechaçada 15 dias depois por um grupo de 36 filiados do partido. Em carta, o grupo afirmava que o primeiro texto, entre outras falhas, “distorce o fenômeno histórico do nazismo”. A carta foi subscrita por dois ministros – Tarso Genro, da Justiça, e Fernando Haddad, Educação -, pelo senador Aloizio Mercadante (SP) e outros dirigentes. “Gostaríamos de manifestar publicamente desacordo”, disseram eles no comunicado.

Genro é, por sinal, um dos ministros que acompanharão Lula na solenidade de hoje, marcada para as 18 horas. Também estarão presentes o secretário especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM) e o arcebispo Dom Odilo Scherer.

A notícia acima é do BOL. Veja também a notícia do ESTADAOVeja também “Em sinagoga, Lula diz que rejeita violencia entre povos.”

Elis no festival de montreal…sacanagem não…

Publicado: janeiro 27, 2009 por E=m.c² em Music

Milton tira onda!

Publicado: janeiro 27, 2009 por E=m.c² em Music

Anos 80 – Um amor de verão – Rádio Taxi

Publicado: janeiro 27, 2009 por E=m.c² em Music

Aleluia – Funk como le gusta

Publicado: janeiro 27, 2009 por E=m.c² em Music

Cosmic Girl

Publicado: janeiro 27, 2009 por E=m.c² em Music

Um site muitíssimo interessante sobre a história e mitologia chinesa, dinastias, governo da manchúria (a dinastia mongol), num passeio virtual em 3D. Segue abaixo descrição.

The Virtual Forbidden City is a 3-dimensional virtual world where visitors from around the world can experience the Forbidden City in Beijing. You can explore the magnificient palace as it was during the Qing dynasty, which ruled from 1644 until 1912, the end of the Imperial period in China.

The Forbidden City was created to embody the idea of the emperor as the center of the universe, and to evoke a visceral sense of his power. This huge palace complex was completed in 1420 and covers more than 72 hectares (178 acres). It contains hundreds and hundreds of exquisite buildings and historic artifacts. Now, using virtual world technology, you can experience the awe inspired by this vast and amazing space. And rather than experiencing its wonders in isolation, the Virtual Forbidden City allows you to see and interact with other users and a range of helpful automated characters. As you explore the Virtual Forbidden City, you can choose to simply observe the buzz of activity, or you can take tours and participate in activities that provide insights into important aspects of Qing culture.

The site of the Forbidden City was situated on the Imperial city during the Mongol Yuan Dynasty. Upon the establishment of the Ming Dynasty, the Hongwu Emperor moved the capital from Beijing in the north to Nanjing in the south, and ordered that the Yuan palaces be razed. When his son Zhu Di became the Yongle Emperor, he moved the capital back to Beijing, and construction began in 1406 of what would become the Forbidden City. Clique aqui para ver na wiki.

http://www.virtualforbiddencity.org/